Fundação Pró-Memória de São Carlos

Inscrições Para Oficinas Patrimoniais 2019

De 13 de março a 18 de abril, a Fundação Pró-Memória abre as inscrições para as Oficinas Patrimoniais 2019 - 1º semestre. As inscrições poderão ser feitas na sede da Fundação Pró-Memória, na estação ferroviária de São Carlos, e no Museu de Pedra "Tinho Leopoldino", no distrito de Santa Eudóxia.

 

Para mais informações, (16) 3373-2700, ramal 210, com Gabriela Cordovil.

Serão oferecidas as seguintes oficinas:

 

 

 

SANTA EUDÓXIA:

Oficinas Vogais “catadores de gente”: pensar, reutilizar e transformar nossa realidade!

Ministrante: Sérgio Luiz Roda (Iéio)

Nº de alunos: 8 (a partir de 15 anos)

Dias da semana: sexta-feira

Horários: 9h às 12h

Semestre: 1º semestre – início 26/04

Descrição: transformação de objetos descartados em novos usos para o cotidiano, incluindo atividades de habilidade social e trabalho em grupo, preservando a criatividades individual.

 

FUNDAÇÃO PRÓ-MEMÓRIA DE SÃO CARLOS (estação ferroviária)

Ensinando a confeccionar miniaturas

Ministrante:Orlando Rodolpho

Nº de alunos: 10 (a partir dos 16 anos)

Dias da semana: terça e quinta-feira

Horários: 8h30 às 11h

Semestre: 1º semestre – início 23/04

Descrição: ensino de técnicas de marcenaria para a construção de réplicas em MDF de charretes, bondes e trens.


O mundo ao redor: oficina de fotografia para jovens e adultos

Ministrante: Iasha Nur Oliveira Salerno e Ulisses de Oliveira Barbedo Ponte

Nº de alunos: 20 (a partir de 16 anos)

Dias da semana: terça-feira

Horários: 14h às 17h

Semestre: 1º semestre – início 23/04

Descrição: incentivar os participantes sobre o patrimônio cultural de São Carlos através do registro fotográfico, através de exercício e prática fotográfica. Os participantes deverão trazer suas próprias máquinas fotográficas ou celulares que façam fotos.


Capoeira Angola – tradição, ritmo e ginga

Ministrante: Gutenberg Franklin Santos da Silva (Contramestre Guga)

Nº de alunos: 25 (iniciantes a experientes)

Dias da semana: sábado

Horários: 14h às 17h

Semestre: 1º semestre – início 27/04

Descrição: desenvolvimento de aulas de Capoeira Angola, incorporando musicalização e movimentação corporal, além de trazer conhecimentos da cultura afro-brasileira.

 

 

Seleção de Projetos Culturais 2019 - Resultado Final

A FPMSC publicou no Diário Oficial de 09 de março de 2019 o resultado final de seleção de projetos culturais, orientado pelo Chamamento Público 001/2019 (PROCESSO Administrativo nº 83/2018).

 

A lista das oficinas selecionadas e a lista de espera podem ser consultadas AQUI.

As inscrições estão previstas para 13 de março a 18 de abril de 2019.

Mais informações, (16) 3373-2700 ramal 210 com Gabriela Cordovil.

 

 

 

 

Aberta Nova Seleção de Projetos Culturais da FPMSC

A Fundação Pró-Memória de São Carlos abriu um chamamento público para a Seleção de Projetos Culturais. As propostas serão recebidos até às 15 horas do dia 21 de fevereiro de 2019.

O chamamento selecionará projetos culturais voltados a realização de cursos e oficinas gratuitos destinados à comunidade nas modalidades:

- Ofícios e técnicas manuais

- Registro do patrimônio cultural de São Carlos

- Culturas tradicionais, populares e étnicas


O edital completo pode ser consultado no site da Fundação Pró-Memória de São Carlos. CLIQUE AQUI.

Mais informações pelo telefone 3373-2700 ramal 219 com Mariana Lucchino.

 

 

Horários de Final de Ano

A Fundação Pró-Memória informa os horários especiais de final de ano:

Arquivo Público e Histórico | Fundação Pró-Memória | Arquivo Intermediário

24/12 – fechado

26/12 – fechado

27 e 28/12 – horário normal

31/12 – fechado

02/01/2019 – fechado

 

Museu de São Carlos

22 e 23/12 – das 10h às 16h

24, 25 e 26/12 – fechado

27 e 28/12 – horário normal

29/12 e 30/12 – das 10h às 16h

31/12,  01 e 02/01 – fechado

 

Museu de Pedra “Tinho Leopoldino”

22/12 – das 9h às 16h

24, 25 e 26/12 – fechado

27 a 29/12 – horário normal

31/12, 01 e 02/01 – fechado

 

 

FPMSC Faz Lançamento de Livro Sobre os Negros em São Carlos

No mês em que se comemora o Dia Nacional da Consciência Negra, a Fundação Pró-Memória fará o lançamento do livro "Da senzala para onde? Negros e negras no pós-abolição em São Carlos - SP (1880-1910), de Joana D’Arc de Oliveira.

O livro analisa a participação de homens e mulheres negros no processo de desmonte da escravidão e de conquista da liberdade antes da Abolição e no pós-abolição no município de São Carlos - SP. Através da documentação primária, de recursos da história oral e da análise do território urbano de ocupação negra, são apontados aspectos culturais, sociais e simbólicos, que permitem conhecer as lutas, conquistas e trajetórias de vida desses sujeitos.

A autora, Joana D’Arc de Oliveira, é cientista social e doutora em História da Arquitetura pela USP - São Carlos, Atualmente desenvolve pós-doutorado no IAU-USP com o projeto “Negras na cidade: trajetórias, moradias e cotidianos no pós-abolição em São Carlos - SP (1910-1950)”. É professora colaboradora no IAU-USP na disciplina de Pós-graduação "Produção Arquitetônica Paulista do Século XIX até Meados do Século XX" e leciona nos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil nas Faculdades Integradas Einstein - Limeira.

O lançamento do livro acontece no dia 30 de novembro, às 18h, na Fundação Pró-Memória de São Carlos (estação ferroviária).

Mais informações pelo telefone (16) 3373-2700.

 

 

Exposição “A Morada dos Mortos”

EXPOSIÇÃO “A MORADA DOS MORTOS: OS CEMITÉRIOS PÚBLICOS DE SÃO CARLOS, 1857-1930”


Montada no Velório Municipal de São Carlos, ao lado do Cemitério Nossa Senhora do Carmo, a exposição "A morada dos mortos" ficará disponível ao público até 2019.

A Fundação Pró-Memória de São Carlos, através da Divisão de Pesquisa e Divulgação, tem desenvolvido, desde o ano de 2015, um extenso trabalho de pesquisa em torno da história e do patrimônio dos cemitérios municipais de São Carlos, em particular do cemitério Nossa Senhora do Carmo, no período compreendido entre 1890 e 1930.

O estudo e registro dessa história, a partir de uma abordagem histórica e de um sistemático levantamento fotográfico, originou o livro “A Morada dos Mortos”, do pesquisador da FPMSC Júlio Roberto Osio, lançado em 2016, e que, agora, é apresentado ao público a partir da exposição "A morada dos mortos".

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (16) 3373-2707 com Julio Osio.

 

 

 

Exposição "Um Lar em Novas Terras"

FPMSC LANÇOU A EXPOSIÇÃO "UM LAR EM NOVAS TERRAS"


Na noite de 9/11 foi realizada a abertura oficial da exposição "Um lar em novas terras: migrantes em São Carlos (1950-2000)". Montada na plataforma da estação ferroviária - sede da Fundação Pró-Memória de São Carlos -, o evento reuniu os participantes do projeto: equipe técnica e administrativa da FPMSC, interessados e vários dos migrantes que contribuíram com suas histórias para este projeto.

Desde o início de sua história São Carlos tem recebido migrantes de várias regiões do Brasil e mesmo do mundo. Seu destaque durante o período cafeeiro e, posteriormente, com a implantação industrial e de grandes universidades fez da cidade um polo atrativo para pessoas, grupos e famílias que procuravam uma vida melhor ou novas oportunidades. A partir dessa constatação, esta exposição – desenvolvida pela Divisão de Pesquisa e Divulgação da FPMSC – apresenta aspectos teóricos sobre o fenômeno migratório e dados sobre a região a partir da década de 1950, quando a industrialização e desenvolvimento econômico da região Sudeste acelerou a migração para o Estado de São Paulo. Este levantamento é entremeado com as experiências de migrantes radicados em São Carlos durante o período da pesquisa, humanizando os áridos índices populacionais que escondem as experiências pessoais envolvidas na migração e seus impactos na decisão de ficar ou partir da cidade receptora.


A exposição ficará disponível aos visitantes até março de 2019.


Mais informações: (16) 3373-2707 c/ Leila Massarão.

 

 

Direitos Humanos – Da Teoria às Práticas Educativas em Museus

Aconteceu ontem (30/10) Museu de São Carlos a transmissão ao vivo do curso “Direitos Humanos – da teoria às práticas educativas em museus”, realizado no SISEM-SP, para a comemoração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

O curso foi dividido em duas partes. Pela manhã houve uma fala sobre a “Afirmação histórica dos Direitos Humanos e a sociedade brasileira”, e durante a tarde foram apresentadas algumas ações educativas pelas equipes do Museu Afro Brasil, Museu da Diversidade Sexual, Memorial da Resistência, Memorial da Inclusão e Museu Índia Vanuíre.

O curso foi a abertura da campanha Sonhar o Mundo, que será realizada em dezembro e terá a participação e o engajamento dos museus paulistas, incluindo o Museu de São Carlos, atuando como redes de incentivo à transformação social. #SonharoMundo

 

 

 

Topo