Fundação Pró-Memória de São Carlos

Lançamento de publicações da Fundação Pró-Memória

No dia 29 de novembro, a Fundação Pró-Memória realizará a solenidade de lançamento de quatro novas publicações: “A morada dos mortos”, “Praças de São Carlos” - edição atualizada, “A Guerra Civil de 1932” e “Guia de Fundos e Coleções”. As obras foram desenvolvidas por diferentes setores da Pró-Memória e, excetuando o “Guia de Fundos e Coleções”, estará disponível para venda.

“A morada dos mortos”: trata dos cemitérios municipais de São Carlos entre 1957 e 1930. O trabalho foi desenvolvido pelo pesquisador Julio Roberto Osio, da Divisão de Pesquisa e Divulgação.

“Praças de São Carlos”: é uma edição atualizada do livro de mesmo título, lançado em 2014, e traz informações sobre as diversas praças do Município. A pesquisa, coordenada pela historiadora e chefe da Divisão de Pesquisa e Divulgação, Leila Massarão vem sendo realizada desde 2004 e deverá ter continuidade.

“A Guerra Civil de 1932”: livro-catálogo da exposição de mesmo nome produzida pelo Museu de São Carlos e que ficou disponível ao público entre maio de 205 a agosto de 2016.

“Guia de Fundos e Coleções”: desenvolvido pela Divisão de Arquivo e Documentação, traz uma descrição dos principais fundos e coleções documentais que compõem o acervo da FPMSC. Esta é a 3ª edição atualizada do “Guia” e deverá ser distribuída aos pesquisadores e usuários dos serviços do Arquivo Público e Histórico.

A venda dos livros estará disponível a partir do dia 30 de novembro, na Loja do Museu de São Carlos, das 9h às 11h. A Loja fica na plataforma da estação ferroviária de São Carlos (Praça Antonio Prado, s/n, Centro, São Carlos/SP). Mais informações pelo telefone (16) 3373-2700 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

 

 

Palestra da documentalista da FPMSC na UFSCar

No último dia 24 de novembro, a documentalista da Fundação Pró-Memória, Aline Ulrich ministrou a palestra “Formas de organização de acervos culturais” para os alunos da disciplina de Análise das práticas culturais discursivas, ofertada pelo departamento de Ciência da Informação no curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). A palestra teve como objetivo apresentar os diversos trabalhos executados na Pró-Memória no trato com seus acervos.

 

 

 

 

 

 

 

2ª Mostra de Arquitetura da AEASC

Entre os dias 23 e 30 de novembro, na plataforma da estação ferroviária de São Carlos, estará montada a exposição “Atemporalidade Arquitetônica”, promovida pela Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de São Carlos (AEASC).

Segundo os organizadores, “o evento reuniu trabalhos de arquitetos e urbanistas de São Carlos e uma seleção de intervenções realizadas em imóveis de interesse do Patrimônio Histórico”.

A Pró-Memória apresentará as intervenções realizadas através do projeto “Estação Cultura para Todos”, um convênio assinado com o IPHAN São Paulo em 2013, e que efetuou obras de acessibilidade na estação ferroviária para portadores de necessidades especiais e a ampliação de vagas em cursos e oficinas.

 

 

 

 

Exposição Oficina de Desenho Digital 2015-2016

EXPOSIÇÃO OFICINA DE DESENHO DIGITAL 2015-2016

Patrimônio Arquitetônico da Escola Normal - 100 Anos

 

Entre os dias 11 e 18 de novembro, no porão do auditório da E.E. Dr. Álvaro Guião, estará aberta a visitação a exposição dos trabalhos produzidos na Oficina de Desenho Digital do Patrimônio de São Carlos.

Promovida pela Fundação Pró-Memória e Prefeitura de São Carlos, em parceria com o Núcleo de Apoio à Pesquisa em Estudos de Linguagem em Arquitetura e Cidade (NELAC-IAU) da Universidade de São Paulo (USP), a oficina foi realizada em 2015 e 2016 sempre retratando o patrimônio local, sendo que a ênfase foi dada ao prédio da E.E. Dr. Álvaro Guião, que comemora 100 anos de inauguração de seu prédio principal em 2016.

A oficina propôs que, através do registro gráfico do patrimônio, os participantes e aqueles que tem acesso à sua produção estabeleçam uma relação com os bens retratados, estimulando o conhecimento, reflexões e memórias sobre eles.

A E.E. Dr. Álvaro Guião está localizada na Avenida São Carlos, 2190, Centro de São Carlos.

 

2ª Mostra de Arquitetura

 Pró-Memória participa da 2ª Mostra de Arquitetura da AEASC

 

A Fundação Pró-Memória fará parte da exposição itinerante “Atemporalidade Arquitetônica” durante a 2º Mostra de Arquitetura promovida pela Associação de Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de São Carlos (AEASC), entre os dias 2 de novembro e 9 de dezembro. A mostra também estará montada na estação ferroviária de São Carlos entre os dias 23 e 30 de novembro.

Segundo os organizadores, “o evento reuniu trabalhos de arquitetos e urbanistas de São Carlos e uma seleção de intervenções realizadas em imóveis de interesse do Patrimônio Histórico”.

A Pró-Memória apresentará as intervenções realizadas através do projeto “Estação Cultura para Todos”, um convênio assinado com o IPHAN São Paulo em 2013, e que efetuou obras de acessibilidade na estação ferroviária para portadores de necessidades especiais e a ampliação de vagas em cursos e oficinas.

A exposição terá início no dia 2 de novembro no Shopping Iguatemi. A partir do dia 7 de novembro será montada no Centro Cultural da USP; no dia 16 de novembro na Academia São Carlos Clube; e de 30 de novembro a 9 de dezembro da UNICEP.

 

 

 

Patrimônio Arquitetônico da Escola Normal - 100 Anos

Palestra com a arquiteta Anália Amorim durante as comemorações do Centenário do Patrimônio Histórico Arquitetônico da “Escola Normal”

 

No próximo dia 08 de novembro será ministrada a palestra "ARQUITETURA E EDUCAÇÃO: Conversa entre um Plano Pedagógico e uma Concepção Espacial na Escola Normal Álvaro Guião" por Anália Amorim. Além de arquiteta, a palestrante é professora na Escola da Cidade e na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, tendo sido responsável pelo restauro do prédio da E. E. Dr. Álvaro Guião.
A palestra acontecerá no Anfiteatro da E. E. Dr. Álvaro Guião, a partir das 19h30.

 

 

Ação Educativa

Colégio Equipe (São Paulo/SP) visita a Fundação Pró-Memória

 

No dia 19 de outubro, alunos do ensino médio do Colégio Equipe, da cidade de São Paulo, visitaram a Fundação Pró-Memória de São Carlos. Na ocasião, os visitantes foram recebidos pelos arquitetos da instituição que ministraram uma palestra sobre a atuação da Pró-Memória nas políticas patrimoniais. Na sequência, os alunos conheceram as dependências da estação ferroviária. O Colégio Equipe tem visitado regularmente a Fundação Pró-Memória nos últimos anos, sempre com novas turmas de alunos.

 

 

 

9º Encontro de Ferreomodelismo

9º ENCONTRO DE FERREODEMOLISMO DE SÃO CARLOS É NESTE FINAL DE SEMANA!

Neste final de semana, dias 20 e 21 de agosto, a partir das 10h, acontece o 9º Encontro de Ferreomodelismo de São Carlos na estação ferroviária da cidade. A entrada é franca. O encontro já é tradicional e traz exposição de maquetes, tendas com produtos relacionados ao ferreomodelismo e área de alimentação.

Foto: http://www.lugardotrem.com.br/

 

 

II Semanau

FUNDAÇÃO PRÓ-MEMÓRIA PARTICIPA DA II SEMANAU (IAU-USP)

 A II SEMANAU acontece entre os dias 8 e 12 de agosto e é organizado pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP - São Carlos. Os arquitetos da Fundação Pró-Memória, Mariana Lucchino e Rodrigo Peronti, farão parte da mesa redonda "Pró-Memória", com a participação de Maísa Fonseca. O encontro acontece na terça-feira, dia 09/08, as 14h. Nesta edição, a SEMINAU tem como temática "Territórios [In]visíveis: conflitos, memória e representatividade". Segundo o site do evento, "A temática da SEMANAU 2016 pretende abordar o campo de formação do arquiteto, atentando para certas nuances que não estão à frente dos currículos. Para além dos espaços de formação tradicionais – institucionais e circunscritos - e dos espaços de práticas arquitetônicas – como o escritório ou a cidade -, colocamos em pauta parte dos diversos territórios que alternam seu estatuto de visibilidade para os estudantes. Os territórios não se restringem aos espaços físicos, mas determinam a manutenção de algum vínculo: configuram o contexto cultural de onde nos projetamos, definem a nossa subjetivação no movimento de desprendimento e renovação, permite coexistências que exigem a transformação da condição atual". Mais informações podem ser obtidas no seguinte endereço: http://semanauiau.wixsite.com/semanau

Topo